Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Qual é o Preço da Fama?

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Em partes, sou obrigado a me penitenciar, pois fui e continuo sendo um dos críticos mais ferrenhos da Twitteira, blogueira, e daqui a pouco ex-BBB Tessália, criadora da personagem renomada Twittess, mas não posso me furtar de tecer algumas considerações sobre essa figura polêmica.

 

1aetica

 

A Wikipédia define bem o conceito de Estratégia de Marketing: são aqueles planos desenhados para atingir objectivos (sic) do marketing. Uma boa estratégia de Marketing deveria integrar os objetivos, políticas, e sequências de acção (sic) (tática) num todo coerente da organização. O objectivo (sic) de uma estratégia de marketing é colocar a organização numa posição de cumprir eficazmente e eficientemente a sua missão.

 

Você deve estar se perguntando, qual a relação existente entre a Twittess e o conceito de Estratégia de Marketing? Se você não teve a percepção necessária eu posso explicar: evidentemente que assim como eu, muitos abominam a figura criada pela publicitária Tessália, podemos discutir a questão ética no uso de ferramentas escusas como estratégia de marketing (script), mas ninguém pode negar que sua ousadia lhe rendeu bons frutos, mas até quando?

 

Muitos entendem que na guerra vale tudo, inclusive trapacear, não falo somente da guerra propriamente dita, falo também das guerras muitas vezes travadas na blogosfera e porque não dizer nas redes sociais: por audiência, por seguidores, por visibilidade, por estrelato e principalmente por sucesso. É raro você ver um blogueiro ou tuiteiro  famoso bancando o altruísta, normalmente eles são corporativistas.

 

O palavras ética e moral são figuras constantes nos meios de comunicação, e nas redes sociais não poderia ser diferente, ver transformados em realidade esses termos, são o sonho de 10 em cada 10 brasileiro que preza e luta pelos valores que farão ascender uma sociedade mais justa.

 

A atitude da Tessália pode ser condenável sobre vários aspectos, mas como definir o limite para a ética?

[…] “os valores morais não estão organizados em uma tábua de prescrições de condutas que levam automaticamente a um vida boa. Ao contrário, eles são criações humanas ligadas às condições de vida historicamente criadas”.

Particularmente, acho condenável tudo aquilo que não exigiu esforço para ser conquistado, e que foi obtido usando de subterfúgios ou meios ilícitos, não faz parte de minha formação moral a utilização de meios escusos para obtenção de vantagens, por isso prezo tanto a qualidade em detrimento a quantidade, vivo bem assim e com a consciência tranquila. Se tiver que obter sucesso seja no blog, seja no twitter, que ele venha através do meu esforço e do meu trabalho.

Seja uma pessoa que valoriza a essência, não a aparência, cultive os valores mais profundos e não caia na tentação de se tornar um "super" em um mundo de estrelas sem brilho próprio. (Roberto Shinyashiki)

Em tempo, não tenho nada contra a publicitária Tessália, a questão arvorada nesse post diz respeito à personagem criada pela mesma e o meio recôndito utilizado para sua promoção. O que você acha? Deixe sua opinião.

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

9 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;