Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Os Escândalos Mais Furados dos Tempos Modernos

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

 

batman_robin_kisses

 

 

A humanidade, ao longo dos tempos, sempre foi obrigada a conviver com uma rede de intrigas e escândalos, com repercussões cada vez mais exageradas e cruéis. E sem adentrar no mérito da causa de um escândalo, percebe-se que, na maioria das vezes, sob um manto roto de moralidade, acaba por ocultar mesquinharias, preconceitos, sensacionalismos, mentiras, revanchismos, hipocrisias, difamações e todos os cancros da alma humana.

 

O Dicionário Eletrônico Houaiss define “escândalo” como sendo um “fato ou acontecimento que contraria e ofende sentimentos, crenças ou convenções morais, sociais ou religiosas estabelecidas”.

 

Entretanto, biblicamente, até Jesus Cristo, que também foi vítima de escândalos patrocinados pelos fariseus e sacerdotes de sua época, condena aqueles que os criam e os propagam com o intuito de injuriar o próximo: “Ai do homem cuja boca sai o escândalo.” (Mateus 18:7 e Lucas 17:1).

 

Por outro lado, como os costumes ocidentais são dinâmicos, alguns fatos outrora considerados escandalosos, capazes de destruir reputações, lares e carreiras, com o passar dos anos, tornaram-se nada mais que piadas de mau gosto.

 

Eis alguns casos:

 

Zetti e o Chá de Coca. Em 1993, nas eliminatórias para a Copa dos EUA, o goleiro reserva do Brasil e bom-moço Zetti se encontrava febril na concentração em La Paz, na Bolívia, por causa de uma virose. Autorizado pela equipe médica, bebericou um chá de folhas de coca. Pego depois no antidoping, teve de dar muitas explicações e quase viu a sua vitoriosa carreira interrompida prematuramente. Um caso típico de muito barulho por nada.

 

Zetti

 

Mike Tyson Affair. O ex-cinturão de ouro dos pesos pesados Mike Tyson foi acusado de estupro e condenado à prisão numa das mais discutíveis decisões da justiça americana. Tudo devido ao fato de o ex-boxeador ter subido ao seu quarto de hotel acompanhado de uma ex-miss América Negra e esta, coitada, ter acreditado que ele apenas iria mostrar-lhe a sua coleção de selos...

 

O Caso da Escola Base. Em 1994, uma investigação policial trapalhona e um jornalismo atabalhoado, resultaram no maior vexame da imprensa brasileira. Sob a acusação de estarem promovendo orgias com crianças, incluindo uso de drogas, os proprietários e funcionários da Escola Base, no bairro da Aclimação, foram crucificados pelas manchetes sensacionalistas da época. Como tudo não passou de mentiras maquiavélicas, o fato obrigou até jornalistas sérios como o Chico Pinheiro, na época, âncora do Jornal da Band, a falar em horário nobre: “chegou a hora da imprensa rever os seus conceitos!”  (sic). Talvez seja o caso em que houve maior autocrítica por parte da imprensa, embora a causa do erro jamais tenha sido atacada: a relação promíscua entre repórteres e policiais, como bem retratada no filme “Los Angeles: Cidade Proibida”. E “enquanto isso, na Sala de Justiça”, grandes empresas jornalísticas e o Estado de São Paulo foram condenados a pagar milhões em indenizações por danos morais, patrimoniais e lucros cessantes às vítimas das acusações.

 

escoladebase

 

Collorgate. Em 1992, o então presidente da República Fernando Collor, por causa das mancadas de seu tesoureiro de campanha, foi massacrado pela mídia e pela oposição, tendo o seu mandato cassado. Anos mais tarde, foi absolvido pelo Supremo Tribunal Federal. Pelo visto, o hoje senador Collor talvez tivesse razão, quando profetizou no auge de sua agonia: “O STF A história me absolverá.”

 

A Prisão do Planet Hemp. Em 1997, todos os integrantes do grupo de hip hop carioca Planet Hemp, liderado por Marcelo D2, foram presos em virtude da execução ao vivo da música “Queimando Tudo”, por causa do verso “Eu canto assim/ porque eu fumo maconha”, sob a acusação de “apologia ao tráfico de drogas”. Ora, os caras não cantavam “Eu canto assim/ porque eu vendo maconha”... O imortal Bezerra da Silva cantava “Cocada Boa” e nem por isso dormiu no xilindró. Aliás, se tal alegação de apologia às drogas fosse séria, o grupo mineiro Skank teria de mudar de nome.

 

Planethemp-usuario

 

Ronaldogayte. O craque Ronaldo, numa madrugada solitária de 2009, no Rio, acabou se desentendendo com alguns travestis num motel, que queriam extorquir o atacante para que não vazasse a notícia daquele “programa” para a imprensa. Detalhe: a quem interessa com quem Ronaldo passa as suas noites?

 

O Mensalão. Utilizado pela oposição para trucidar a imagem do governo Lula, não surtiu o efeito desejado, pois o presidente da República, ao “não saber de nada”, foi reeleito de forma consagradora.

 

Rojas e o Rojão. Em jogo decisivo no Maracanã, que valia a vaga do Brasil para a Copa da Itália, o goleirão do Chile Roberto Rojas fez uma catimba danada, simulando ter sido atingido por um rojão sinalizador marítimo atirado no gol em que estava. Desmentido, o goleiro acabou execrado pela imprensa e pela CBF, sendo praticamente banido do futebol na época, quando na verdade, o Brasil também teria de ter sido punido pelo fato de uma torcedora mala (que depois ganharia uma fortuna posando para a Playboy) ter atirado um objeto no gramado. Anos mais tarde, numa espécie de mea culpa, o ex-goleiro chileno veio trabalhar no time do São Paulo.

 

rojas

 

Tiger Woods Affair. A bola da vez do moralismo americano, o super star do golfe Tiger Woods está no centro de um turbilhão de escândalos sexuais, que estão detonando a sua imagem de pai herói, de marido perfeito e de típico americano médio bem-sucedido.

 

Batman e Robin Affair. Na high society de Gothan City sempre circulou um boato insinuando que existe uma relação “mais que afetiva” entre a dupla de super-heróis. A foto abaixo, cuja veracidade é questionável, dizem que foi tirada na Mansão Wayne, durante uma festinha a la BBB

 

batman_robin_kisses_photo

 

*  *  *

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

9 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;