Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Pop-up, fora daqui! Você não é bem-vinda…

quinta-feira, 22 de abril de 2010

 

Segundo definição da Wikipédia: pop-up é uma janela extra que abre no navegador ao visitar uma página web ou acessar uma hiperligação específica. O pop-up é utilizada pelos criadores do site (sítio) para abrir alguma informação extra ou como meio de propaganda.

 

pop_up_pirate

 Imagem: Gamleys Toys

 

Pois bem, a motivação do post é justamente falar sobre essas pragas virtuais que abundam nosso cotidiano. Provavelmente grande parte dos que usualmente utilizam a internet já depararam com esse famigerado invento.

 

Não sei quem teve a brilhante ideia de inventá-las, mas deve ter sido a pior invenção dos últimos tempos no que tange ao marketing on line. Particularmente nunca cliquei em outra parte da janela pop-up que não fosse no X de fechar. É simplesmente desestimulante para qualquer leitor ver aquelas pragas pulando na nossa tela feito pulgas.

 

Ainda não encontrei nenhum estudo científico que versa sobre a eficácia das tais janelinhas, acho até, que as mesmas não devem gozar de boa reputação junto aos internautas, até conheço alguns que possuem verdadeira ojeriza desse serviço.

 

“Os anúncios pop-up são provavelmente a única forma de propaganda que resultou na criação de um setor inteiro destinado a mantê-los afastados das telas”, diz David Croson, professor visitante de estratégia digital do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e pesquisador do Centro de eBusiness do MIT. “Acho que os anúncios pop-up produziram uma resposta realmente muito negativa.”

 

servico_rotator_popup

 

O engraçado é que essas inoportunas aparecem do nada, sem pedir nossa licença, vão surgindo na tela sem qualquer constrangimento, quem nunca praguejou uma janela pop-up que atire a primeira pedra. São como vendedores de cartões de crédito, conseguem a proeza de despertar o ódio e a ira de todos, até mesmo daqueles cidadãos mais pacatos. Também seguem a mesma linha dos vendedores de pamonha e outras bugigangas, que acham que conquistarão nossa simpatia e freguesia, berrando os anúncios em volumes altíssimos na nossa rua.

 

Hoje, aproximadamente 20% dos internautas utilizam softwares de bloqueio de pop-up que impede os sites de colocar anúncios em novas janelas do navegador, isto de acordo com o instituto Forrester Research.

 

Deixo um aviso aos anunciantes e usuários: as janelas pop-up são uma praga e fazem mal a paciência do internauta.

 

irritado

 

Considero que as tais janelas são uma excelente ferramenta para afugentar os visitantes de um site ou blog. Obviamente que aquelas com conteúdo informativo, possuem “alguma” chance de sobrevivência, mas as com anúncios publicitários, não possuem nenhuma eficácia, pelo menos pra mim. E você o que acha? Registre sua opinião nos comentários.

 

“Os pop-ups são invasivos, mas se originam de um site que lhe interessa. Se o site do The New York Times continuar a me importunar com pop-ups enquanto eu estiver lendo seu conteúdo, posso mudar para o site do Philadelphia Inquirer. Concorrência significa que alguns sites conseguirão uma vantagem competitiva por não usar pop-ups e, assim, a inevitável destruição do recurso será atenuada.” [Dan Hunter]

 

Para aqueles que pretendem dar cabo desses visitantes indesejados, vale a dica de alguns programas disponíveis que podem executar tal tarefa: anti-pop-up

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

10 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;