Leia também...

Leia também...
Manual prático para lidar com gente chata nas redes sociais

Leia também...

Leia também...
Filosofia Para as Massas

Leia também...

Leia também...
Invicioneiro

Leia também...

Leia também...
De criança para criança

Coisas que vi e aprendi no Twitter: Amizade

terça-feira, 1 de junho de 2010

clip_image001

Fonte da imagem: BP

Quero pedir licença aos leitores deste blog para falar de novo sobre o Twitter, não pretendia ser repetitiva, visto que na semana passada falei sobre Twitter. E como eu tenho tantas coisas pra dizer, resolvi separar os posts para não cansar vocês.

 

Não consigo evitar o impulso de comentar sobre os últimos acontecimentos e seus desdobramentos. Estou me referindo a dois episódios; um relatado por Ana Magal do Blog Profissão: Jornalista no seu post A internet, o Twitter e os 'nossos' loucos de cada dia'... e outro relatado por Emanuelle Najjar do Blog Limão em Limonada no seu post O #mimimi nas redes sociais

 

Li os dois posts e não pude deixar de me abismar. “choquei!!” para tudo!! mas o que está acontecendo aqui? Carência afetiva epidêmica? Gente procura um psicólogo, não é médico pra doido não, é um profissional muito sério que lhe ajuda a lidar e trabalhar melhor com suas emoções, é justamente pra evitar que se fique louco e que se faça doidices tanto na vida online quanto offline, estou indo ao psicólogo e estou adorando, por isso recomendo.


Peço licença novamente aos leitores para citar um tweet interessante e bastante pertinente ao tema pois fala sobre essa relação e convivência no Twitter, quem tuitou foi o estimado @RicardoFraga, recomendo que quem não conhece ainda esta figura que faça o favor a si mesmo de conhecer, veja o que ele disse:

 

clip_image002

 

O fato é que amizade não dá pra ser medida pelo Twitter, calma que eu explico, quero dizer que não dá pra saber quem é amigo ali, a menos que alguém declare: fulano de tal é meu amigo de verdade, o resto não dá pra saber, já vi gente brincando com muita gente, dando RT e #FF em pessoas que nem gostam tanto assim, até eu faço isso, vejo isso com normalidade, visto que não precisamos ser íntimos pra socializar uma informação, interagir com os outros tuiteiros ou achá-los interessantes.

 

Recentemente um tuiteiro que eu gostava parou de me seguir, não que eu tivesse feito algo, simplesmente não agradei mais a pessoa, o que é muito normal, ninguém é obrigado a gostar de ninguém nem muito menos podemos exigir que os sentimentos sejam recíprocos. Mas fiquei um pouquinho chateada porque eu gostava da pessoa, e afinal de contas eu sou humana e tenho sentimentos como todo mundo, mas vi que se importar com isso é realmente bobagem, não dá pra levar coisas deste tipo a sério, não dá pra confundir tratar bem com amizade como bem disse o @RicardoFraga.

 

Uma vez logo no início da minha vida tuiteira eu perguntei ao @fjorgemota: por que fulano de tal nunca me responde? Será que ele não foi com minha cara? Ele me respondeu muito francamente: “Não se esqueça que Twitter não é MSN, as pessoas não são obrigadas a responder”, a partir dali acendeu uma lâmpada em mim e eu comecei a aprender como é que funcionava o twitter, ou melhor, comecei a entender como as pessoas se comportam ali.

 

Estar no Twitter pra mim é uma experiência fantástica, não só pelas amizades que se pode fazer e pelas informações que se pode trocar, mas pela incrível oportunidade de conhecer melhor os seres humanos que ali convivem, pois não duvide, os 140 caracteres do Twitter dizem muito sobre uma pessoa.

 

Enfim, vi e aprendi no Twitter que também por lá as amizades acontecem naturalmente, a confiança e a estima também acontecem de forma gradual, porém podem não ser duradouras.

 

Amizade no Twitter é uma conquista diária e um exercício diário de cumplicidade também, alguns ficarão por longo tempo na sua timeline, outros sairão brevemente, alguns irão lhe cativar, outros nem tanto... e assim seguimos... tuitando e aprendendo sempre...

 

Sobre a Autora:
Ana Karenina

Ana Karenina - Autora do blog Escritos Ideológicos. Uma baiana, natural de Salvador, Servidora Pública Federal. Adora ler, blogar, tuitar, conversar e interagir na internet.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

10 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;