Leia também...

Leia também...
Ler e Escrever Bem Com o Auxílio dos Recursos Tecnológicos

Leia também...

Leia também...
Os Embargos Econômicos

Leia também...

Leia também...
Novo

Leia também...

Leia também...
A Liberdade de opinião é um Direito, não uma Obrigação

Em busca da inspiração perdida

quinta-feira, 24 de junho de 2010

 

Os que já me conhecem a algum tempo sabem que tenho por hábito escrever os meus posts com certa antecedência, normalmente eles ficam prontos para serem publicados na segunda-feira, como meus artigos são postados na quinta-feira, há um tempo razoável entre a elaboração e a postagem, o que me proporciona a oportunidade de enriquecer o conteúdo antes da publicação.

 

landofthelostbig

 

Percebo que hoje já é quarta-feira e não tenho nada escrito, e para piorar nem sei o que abordar.

  

Gosto de assinar o feed dos blogs que acho interessantes e que produzem conteúdos que valem a pena ler, pois sempre que possuo um tempo ocioso, eu fico lá especulando o que anda ocorrendo na blogosfera. Outra fonte interessante de assuntos é o twitter, é fato que existem mais links de assuntos toscos, do que assuntos que efetivamente valham a pena gastar meu precioso tempo.

 

Num desses links oriundos do twitter eis que surge uma pergunta fatal: Há uma falta de inspiração alarmante na blogosfera ou é só impressão minha? quem perguntou e escreveu sobre isso foi o amigo @richester,  a quem chamo carinhosamente de Síndico.

 

didiu Ilustração: Didiu Rio Branco

 

De fato meu caro @richester as coisas andam estranhas na blogosfera, não tenho visto, com a frequência que costuma ver, os assuntos interessantes que via de regra povoavam meu leitor de feeds, e de repente tudo ficou tão igual que às vezes penso estar relendo e não mais lendo.

 

Até os blogueiros que aprendi a admirar, se curvaram ante a esse fenômeno dantesco que ao que parece, infelizmente contaminou toda blogosfera. Sinto falta dos posts que prendiam minha intenção do início ao fim, sinto falta dos posts que me incentivaram a escrever, sinto falta do novo de novo.

 

Não podemos ser radicais a ponto de dizer que tudo está perdido, que já não encontramos coisas interessantes na blogosfera, porque isso seria uma injúria. Mas que encontrar coisas que realmente valham a pena ler, anda cada dia mais difícil, isso é inegável.

 

Talvez a culpa desse triste fenômeno seja de nós blogueiros, que estamos nos preocupando muito mais em agradar os outros e perdendo a essência dos nossos conteúdos, nos limitando a escrever somente sobre aquilo que achamos ser interessante para o leitor ou que atrairá mais público para nossos blogs, do que escrever sobre o que gostamos.

 

O prazer em blogar deve sobrepor a obrigação, pois quando fazemos o que gostamos as coisas fluem com muito mais naturalidade, e é essa naturalidade que todos nós buscamos. Alguns artigos são tão automatizados que nem parecem terem sido escritos por pessoas, não sentimos a essência do ser humano por trás das palavras. Isso pra não dizer os vídeos ou imagens que andam substituindo as palavras em muitos casos.

 

Todo blogueiro cata assunto
Como quem caça um cachalote
Mas se não aparece o mote
Se o tema não chega junto
Ele pega o que for o hype:
McCain encoxando o Obama
Lula não negando a fama
Qualquer merda desse naipe

[Nelson Moraes]

Hoje é mais do que normal nos depararmos com títulos interessantes, mas quando buscamos o conteúdo trata-se apenas de mais um vídeo oriundo do Youtube, que, normalmente o autor da postagem nem se deu ao trabalho de abrilhantar o conteúdo com algumas palavras, se limitando exclusivamente a dar-lhe um título atrativo.

 

copiar-colar

 

Outro fato que tem ocorrido com certa frequência é a presença de conteúdos similares. É inegável que escrevermos sobre assuntos exclusivos e inéditos é quase uma utopia diante da ascensão das mídias sociais, mas todos nós podemos dar um toque pessoal aos assuntos de forma que eles fiquem menos repetitivos e mais atraentes.

 

Você não precisa ser um sábio para desenvolver sua criatividade, basta começar pelo discernimento de combinar, as coisas certas, dando-lhes harmonia. [Ivan Teorilang]

 

Penso que ainda existe muita coisa boa por aí, mas enquanto nos limitarmos à reprodução e prática de modismos, viveremos um tempo sombrio na blogosfera. O exemplo de alguns metablogs estão aí e são bem tangíveis, qualquer um sente-se capacitado o suficiente para ensinar as pessoas a blogar, ocorre que nem todos têm a didática necessária para esse ofício, o resultado todos nós já sabemos, sobram dicas repetidas, falta qualidade e novidades.

 

Por fim, entendo que a maioria escreve porque gosta, mas ninguém pode negar que: “Quem tem um texto e faz um blog, quer ser lido. Quem divulga, quer ser ainda mais lido e receber comentários; quem nega isso não passa de um hipócrita, simples assim. [Lucas Sasdell]”

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

10 comentários :

Jéssica Nayara disse... Responder comentário

Brilhante post! Antigamente eu me interessava mais em ler blogs sobre os mais diversos assuntos, mas hoje em dia se tornou chato e enfadonho, principalmente, por causa dos assuntos repetitivos e posts sem a personalidade do autor.
Já temos muitos sites de notícias por aí, já sabemos o fato! Quero saber a opinião, para instigar a o diálogo entre mídias e pessoas!
O que você fez muito bem...
Despertou novamente minha vontade de ler blogs

24 de junho de 2010 15:31
Lomyne disse... Responder comentário

Pelo jeito não fui a única a se influenciar com o post do @richester... Eu acho que tudo isso é resultado do crescimento da blogosfera e ficou mais difícil achar blogs que coincidam com os interesses de cada um. Por falta de interação com ideias semelhantes, vamos diminuindo, quase parando. Por cansaço, preguiça ou falta de tempo.

24 de junho de 2010 17:03
Ana Karenina disse... Responder comentário

Olá José Márcio

Até a falta de inspiração inspira um post não é? Isso me leva a crer que o senso de auto-crítica tem sido muito elevado. Mas concordo com você quando diz que o que afeta os blogs é essa tendência de muitos blogueiros em querer escrever sobre o que está na crista da onda ou então sobre o que acham que será útil para o seu leitor, nessa perspectiva certamente só a razão fala e fica tudo muito mecânico e frio, não vejo mais uma pessoa escrevendo no blog e sim um manual técnico de instruções.

É um paradoxo engraçado, todo mundo querendo: ser original, se diferenciar, se destacar mas fazendo coisas que todo mundo faz, mas seguindo padrões que os grandes de sucesso seguem, com isso acabamos sendo parecidos, porque parece que todo mundo quer ser grande e bom como fulano, parece que não é suficiente ser você mesmo, cada um tem alguém superior ou modelo pra se espelhar, como se ninguém tivesse mais valor, só o grande e o bom que está lá no topo.

Na realidade caro Márcio, creio que só deixaremos de nos frustrar com a blogosfera quando pararmos de criar exageradas expectativas sobre outros e nós mesmos, quando pararmos de sermos tão exigentes e buscarmos conhecer nossa essência e a dos outros, o que nos motiva realmente? o que nos encanta? a razão ou a emoção?

O que me agrada, me anima e me inspira é ver pessoas por trás dos blogs, pessoas normais: com defeitos, problemas e portanto humanas, pessoas que reconhecem que não são perfeitas e que podem errar, por que precisamos fingir que não somos humanos pra que gostem mais de nós e do que escrevemos?

O que falta na blogosfera não é inspiração e sim o sentir, é o lado humano por trás dos blogs, o resto fluirá naturalmente...assim espero...

Um Abraço.

24 de junho de 2010 23:24
The EDN disse... Responder comentário

Brilhante post e ótimos comentários! Já passei por esses momentos de procura da palavra e aprendi que não adianta procurá-la. Ela nos encontra quando quiser. Em relação à blogosfera, digo:
este universo multiverso
pode ser algo diferente
se entendermos que toda gente
possui um mundo dentro de si
e que não há necessidade da rima
para libertar a palavra presa
jogar nosso moral para cima
e compartilhar nosso mundo com o mundo
sem métrica nem método no verso
e a questão da inspiração
não tem porquê nem senão

25 de junho de 2010 07:45
José Márcio disse... Responder comentário

#Jéssica Nayara, fico feliz em ter te ajudado a despertar novamente a vontade em ler blogs, como eu disse, nem tudo está perdido, fazendo uma busca minuciosa ainda encontramos algumas coisas interessantes.

#Lomyne, de fato o crescimento e o surgimento de novos blogs proporciona ao leitor um leque maior de opções, assim sendo, penso que a afinidade com os temas é que anda motivando o leitor.

#Ana Karenina, nesse caso o título do post bem que poderia ser "Em busca da naturalidade perdida", não é vero?

#The EDN, como sempre nos proporcionando versos enriquecedores.

25 de junho de 2010 08:34
Richard disse... Responder comentário

Zé, fico feliz em saber que contribuímos um pouco para essa crise que a blogosfera enfrenta. Sinto falta da época que me emocionava com aqueles textos maravilhosos. Quem sabe um dia teremos essa emoção renovada!

abs, meu amigo!

26 de junho de 2010 12:41
j. noronha disse... Responder comentário

Há também muita gente que cansa com a falta de leitores. Textos bem escritos tendem a passar despercebidos por não atingir o público certo.

É o povo querendo cada vez mais circo e blogueiro tentando entregar isso, caindo na mesmice.

O bom disso tudo é que bons blogs permanecerão, já o resto...

30 de junho de 2010 12:52
Ojuara Maverick disse... Responder comentário

eu me encontro em uma depressão Blogal rs rs rs

mais com tantos blogs bons do mesmo geito acho que tudo isso é normal

legal a poste gostei do blog

1 de julho de 2010 11:20
Experiencias de uma vida disse... Responder comentário

Interessante o seu Post
Siceramente nem cogitava que poderia um dia acontecer essa crise
Como gente comum e simploria,eu fiz um blog como quem faz um diario pessoal,e contar minhas experiencias de uma vida bem longa.
Básicamente nem recebo visitas,pois estou bem crua nessas técnicas

5 de julho de 2010 23:45
José Márcio disse... Responder comentário

#Richard, seu belo texto gerou frutos.

#J. Noronha, espero e torço para que sua previsão se concretize.

#Ojuara Maverick, obrigado e volte sempre!

#Experiencias de uma vida, no início não nos preoucupamos mesmo com esses detalhes, pode acreditar, com o passar do tempo e com a presença de alguns leitores e visitantes irá se preocupar.

6 de julho de 2010 13:42

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;