Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Há Quarenta Anos

segunda-feira, 21 de junho de 2010

 

Since_1970

 

Há exatos quarenta anos  o Brasil sagrava-se tricampeão mundial de futebol e trazia a tão cobiçada Taça Jules Rimet.

 

E eu, há quarenta  anos, me orgulho de ter nascido no ano do Tri.

 

Aquela seleção foi realmente uma orquestra. Craques imortais como Gérson, Carlos Alberto, Rivelino, Jairzinho, Tostão e Pelé desfilaram um futebol mágico e competitivo, onde literalmente passearam em campo.

 

A Copa do Mundo de 1970 contou com outras grandes seleções além do Brasil, como a Inglaterra, a Alemanha e a Itália. Houve jogos épicos como Brasil 1x0 Inglaterra na primeira fase e Itália 4x3 Alemanha na semi-final. Porém, as temperaturas elevadas e altitude beneficiaram o jogo mais cadenciado praticado pelo Brasil, que ironicamente havia se classificado para a copa com muita desconfiança por parte da torcida e da imprensa.

 

Depois do fiasco de 1966, a seleção brasileira fez uma preparação muito bem planejada para a Copa do Mundo de 1970. Enquanto os europeus chegaram no México pouco antes da Copa do Mundo, os brasileiros foram bem antes para se prepararem e se aclimatarem.

 

A boa preparação do Brasil foi decisiva, com a seleção brasileira decidindo todos jogos no segundo tempo. Ao contrário da Copa do Mundo de 1966 quando o Brasil entrou no jogo corrido dos europeus, em 1970 os brasileiros cadenciaram bem mais. Isso tornou as partidas lentas, e alguns até as consideraram sonolentas, mas o efeito prático foi incontestável. Além de toda a boa preparação os brasileiros pegariam Itália na final que vinha de um jogo extenuante contra a Alemanha Ocidental, no qual venceram por 4x3 na prorrogação.

 

No dia 21 de junho de 1970, na grande final, o Brasil saiu na frente com um gol de cabeça de Pelé, mas deixou a Itália empatar ainda no primeiro tempo. Porém, mais uma vez os brasileiros decidiram a partida no segundo tempo, desta vez com 3 golaços de Gérson, Jairzinho e Carlos Alberto. Assim o Brasil conquistaria de forma brilhante a sua terceira Copa do Mundo e tomaria posse definitiva da taça Jules Rimet.

 

Curiosamente, na final da Copa de Mundo de 1970, o Brasil quebrou o tabu de que o time que abria o marcador era derrotado no final. Em 1950 o Brasil saiu na frente, mas foi derrotado por 2x1 pelos uruguaios. Em 1954, 1958, 1962 e 1966 as seleções da Hungria, Suécia, Tchecoslováquia e Alemanha começaram ganhando, mas todas acabaram derrotadas para Alemanha, Brasil, Brasil e Inglaterra, respectivamente. Em 1970, o Brasil marcou o primeiro gol e acabou campeão com vitória de 4x1, quebrando esse tabu.

 

E que em 2010, as glórias possam se repetir na África do Sul.

 

Sobre o Autor:
Harley Coqueiro

Harley Coqueiro - um cara da paz, iluminista, torcedor do Galo, evangélico não fundamentalista, pai do Ulisses e do Dante. Já desenhou charges, escreveu poemas e compôs canções gospel. Tem como pecados, gostar em excesso de rock'n'roll, filmes e comida!

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

2 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;