Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Blogs COM nicho X Blogs SEM nicho

terça-feira, 24 de agosto de 2010

20051001204633_0000030
Este tema tem repercutido bastante na blogosfera, uns defendem os blogs com nicho e outros que pouco se importam em definir qualquer espécie de nicho para os seus blogs. Eu como participo dos dois tipos de blogs, acho que posso dar minha opinião a respeito deste assunto.

O grande pluralismo de finalidades, associado à semelhança que o formato agrega, faz com que os blogs sejam “difíceis de descrever, contudo, fáceis de
identificar”
(Fonte: BLOOD, Rebecca. O Livro de Bolso do Weblogue. Porto: Campo das Letras Editores S.A., 2004. )

Blogs com nicho

Um nicho pode ser definido como um tema específico, foco, assunto ou objetivo que um blog ou site pretende abordar. Nesta perspectiva, um blog com nicho específico teoricamente se alimenta de informações sobre aquele único tema ou outros que sejam relacionados ao tema central.

Exemplos de blogs com nicho específico:

# Blogosfera Legalizada - um blog que visa divulgar informações a respeito sobre direitos autorais, plágios e segurançca digital para blogueiros.


# Na Ponta dos lápis - um blog com o objetivo de abordar temas ligados a área de literatura, mercado editorial, dicas para leitores e escritores, contos, poesias e temas afins.


Analisando seu blog de nicho

Se o seu filhinho blog nasceu com um tema específico, um propósito definido para falar por exemplo só do reino animal, logicamente que não tem nada a ver você resolver de uma hora pra outra querer falar de culinária árabe e querer que todos os leitores aceitem e gostem dos novos temas abordados por você. Caso queira mudar completamente de foco e assunto o ideal é você criar outro blog para atender esta necessidade.
O que muitos blogueiros não entendem é que todo leitor gera uma expectativa em cima daquele blog que ele passou a acompanhar, devido ao assunto que interessou a ele em algum momento,.

Como exemplo, vamos supor que eu tenha um cãozinho e quero saber tudo sobre como cuidar dele então achei seu blog maravilhoso que aborda tudo sobre cães com textos que abordam exatamente o que eu buscava saber sobre este tema, além de conter as informações que preciso eu  ainda gostei muito de você  que me pareceu um blogueiro bastante interativo e atencioso com seus leitores.  Tudo ia bem até que de repente você resolve mudar seu blog de nicho sobre cães para blog  de culinária árabe, e outros assuntos nada a ver com a proposta inicial, nada tenho contra a culinária árabe nem contra você que resolveu mudar o tema do blog, mas não foi o assunto que eu procurava no seu blog e nem era o assunto que me tornou leitora fiel dele.

Nestas circunstâncias, como irei aproveitar seu conteúdo? Não sei você, mas pra mim só me resta parar de acompanhar seu blog, visto que meu interesse ali acabou a partir do momento que você deixou de ser de nicho e virou sem nicho, com isso inevitavelmente uma hora ou outra, seu blog sem nicho vai acabar virando lixo pra mim e pra muita gente, visto que não atende mais as minhas expectativas. Logico que ninguém deve blogar apenas pra agradar o leitor, mas desconsiderá-lo completamente também não é um bom caminho a se trilhar.

Blogs sem nicho

Creio que entra na categoria de blogs sem nicho aqueles que não têm um tema definido, pois já nasceu assim com a proposta de falar sobre variedades ou generalidades que brotassem naturalmente das mentes criativas de seus autores. São blogs que falam de tudo, sem parada obrigatória em nenhum tema único, tudo ali pode ser transitório e surpreendente. As possibilidades de temas a serem abordados nestes tipos de blogs parecem bem maiores, visto que o fato de não se prender a assuntos determinados deixam seus autores mais livres para explorar o terreno que quiserem.


Exemplos de blogs sem nicho especifico

# O legal na web - é o blog do famoso twiteiro blogueiro @joamot30 que com seu jeito irreverente e debochado posta videos super engraçados, dá dicas para blogueiros e twiteiros iniciantes , bem como apresentando curiosidades diversas.

  

# Blogpaedia - é o blog do Isaías Malta, que também não se prende a  conteúdos, abordando várias nuances sobre o cotidiano, sociedade  e suas mazelas, só que sob um ângulo bem diferenciado, com listas e tópicos engraçados e fotos ilustrativas bem inusitadas.


 Analisando seu blog sem nicho

Agora analisando o outro lado da história...

Desde que seu filhinho blog nasceu, ele nunca teve nicho específico, você sempre falou de tudo nele, tudo que você gostava, pensava, sentia, via e lhe acontecia, por vezes seu blog se tornou ao mesmo tempo:  opinião, variedades e pessoal, isto porque sua opção foi sempre ser livre e não se prender a temas pré-definidos já que ao seu redor tem um universo de temas que te instigam sempre a pensar e escrever.

Além disso, você optou por abrir mais seu leque de assuntos porque notou que nem sempre tem aquela inspiração pra falar dos mesmos assuntos e também acontece tanta coisa diferente na sua vida que se fosse pra ter um blog especifico para falar de cada coisa você teria que ter uns mil blogs e muita paciência para administrar todos eles.

Outra coisa que notamos é que assim como todo mundo, sua vida é feita de fases, tem época que estamos mais românticos, mais apegados a determinados temas do que a outros, mas depois passa o tempo, vamos adquirindo outros interesses e conhecimentos, que por conta disso vamos nos interessando por umas coisas e perdendo o ânimo pra outras. Tudo isso assim do nada e sem explicação aparente. Isso é perfeitamente normal afinal o ser humano está sempre em constante transformação.

Com toda essa ebulição de ideias vagando na sua mente, será que cabe mesmo “nichear” seu blog? Por que temos que seguir todos os mesmos padrões e rezar na mesma cartilha? Se seu blog já nasceu sem nicho (sem assunto definido), no qual os que te conhece já sabem do seu estilo e até veio por conta dessa variedades de assuntos, pra quê te serve virar de uma hora pra outra um blog de nicho? Só porque disseram por aí que blog bom e de sucesso é o que tem nicho específico? Precisamos refletir melhor sobre isso...
  
Considerações finais

Não vim aqui pra defender blogs sem nicho, nem blogs com nicho, até porque curto todo tipo de blog, visto que me interesso por vários tipos de conteúdo, por isso acredito que tenha espaço pra todo tipo de assunto na blogosfera, cada leitor é que vai escolher o que mais atende aos seus interesses, cada pessoa se comporta de modo diferente, não dá pra padronizar gostos, conceitos e ideologias.

Os membros da multidão não precisam tornar-se o mesmo ou abdicar de sua criatividade para se comunicar e cooperar entre eles. Mantêm-se diferentes em termos de raça, sexo, sexualidade e assim por diante. O que precisamos entender, portanto, é a inteligência coletiva que pode surgir da comunicação e da cooperação dentro de uma multiplicidade tão variada. (Fonte: HARDT, Michael e NEGRI, Antonio. . Multidão. São Paulo: Ed. Record, 2004.)


Pra mim o que faz o diferencial mesmo é o seu interesse e comprometimento com aquilo que você faz com gosto, trabalhando duro, mas com prazer, porque é algo que você gosta de fazer e se realiza fazendo aquilo. Além disso, a química perfeita entre blogueiro e leitor quem faz são os dois, um falando sobre o que pensa e o outro gostando de pensar junto com ele.

Eu prefiro muito mais uma blogosfera mista sendo rica na sua diversidade do que vê-la engessada e presa nos antigos moldes da revolução industrial, lembra? Cada um fazia uma peça e o operário que fazia aquela peça não tinha a menor ideia de como funcionava o resto do processo industrial, o que houve com ele? Não se busca mais este tipo de perfil no mundo contemporâneo, no qual a bola da vez é a informação e a gestão do conhecimento.

Que tal mudarmos de paradigma?

Precisamos estar cientes de que os blogueiros são pares. Não há um cérebro
central que comande toda a produção cognitiva, mas um esforço conjunto que produz conteúdo através do intercâmbio de idéias. “A inteligência do enxame baseia-se fundamentalmente na comunicação” (Fonte: HARDT, Michael e NEGRI, Antonio. . Multidão. São Paulo: Ed. Record, 2004.)

As citações mencionadas  ao longo deste texto podem ser encontradas no seguinte artigo:

# A blogosfera política como inteligência de enxame - Marcel Martinuzzo e Fábio Malini

Leia mais sobre blogs e nichos:

# Blogs de Nicho: as fontes de informação - Relações Públicas

# Como escolher o nicho certo? - Recriar a Web



Sobre a Autora:
Ana Karenina

Ana Karenina - Autora do blog Escritos Ideológicos. Uma baiana, natural de Salvador, adora ler, blogar, tuitar e interagir na internet. Tem como única pretensão na blogosfera: ser feliz escrevendo sobre o que gosta.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

11 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;