Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Panela de cobre

terça-feira, 17 de agosto de 2010

 

Vejo notícia no jornal Estado de Minas, reproduzida no respectivo sítio, de que Minas proibirá o uso de panelas de cobre. Soa-me um pouco absurda a notícia e fico meio atônito.

 

 

 

tacho1 utensílios

 

 

 

Criado que fui em cidade do interior, em casa onde tacho de cobre era usado para fazer doce e para fritar toicinho para torresmo e gordura de guardar carne de lata, fico sem entender a princípio. Leio a notícia toda e vejo que é coisa da Vigilância Sanitária do estado, fundamentado em resolução de 2007 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo a autarquia, o uso do cobre das panelas e utensílios na produção alimentícia, desde que absorvido pelo organismo, gera problemas neurológicos e psiquiátricos (quem criou essa lei deve ter comido muito doce, carne de lata e torresmo de Minas), danos ao fígado, rins, nervos e ossos, além da perda de glóbulos vermelhos.

 

 

 

tacho4

 

 

 

Fico pensando com os botões que minha blusa não tem, nesta noite fria em que redijo esse post, que muita gente morreu nesses séculos que passaram por causa disso. Pobrezinhos! Se nossos antepassados tivessem na época uma Anvisa e uma Vigilância Sanitária tão eficiente, provavelmente teriam vivido muito mais e não teriam tido tantos problemas de saúde.

 

 

 

tacho3

 

 

 

Vai dar saudade! Aqueles deliciosos doces de figo, de cidra e de mamão verde (e ainda mais verdes nos tachos de cobre), de laranja da terra, de leite e aquela goiabada cascão... Nunca mais em Minas, minha mais melancólica memória de mãe e de mães. Aliterações alteradas em assonâncias, substâncias do passado irretornável, neologismo surgido da necessidade de palavra adequada.

 

 

 

tacho5

 

 

 

Escrevo esse post penalizado e ao mesmo tempo pensativo... Será que no interiorzão, como nessa minha terra de Clara Nunes, Dona Eva vai seguir essa lei? De meu lado, quanto a essa lei, uma leitoa comprarei no mês de setembro e outra no início de dezembro, lá na fazenda do Celião do Beira-Rio, daqueles bichos criados na larga no pasto, caipira que fala uai. Vou fritar em tacho de cobre e comer com mandioca e laranja capeta para cortar a maldade, cultivando a tradição de Minas, sem medo do aviso da Anvisa.

 

 

 

torresmo1

Sobre o Autor:
The EDN

The EDN - sou industriário, trabalho há 27 anos na Cedro (indústria têxtil centenária de Caetanópolis, MG) e atuo como professor há 24 anos em escolas particulares e públicas

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

20 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;