Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Imagens, o símbolo da dominação blogueira

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Sabe-se que pouquíssimos blogs de opinião conseguem alçar voos mais altos na blogosfera. O público atual dá muito mais valor às imagens do que aos textos. Não entende? Eu explico: é mais fácil “ler” uma figura do que “queimar a mufa” interpretando as palavras.

 

Citei os blogs de opinião porque geralmente eles possuem mais textos do que imagens, mas a mesma opinião serve também para o metabloggers. Tenho certeza de que se eles não ilustrarem as dicas com imagens, grande parte, ou a maioria, não conseguirá entender o intento do autor.

 

O uso de imagens é para ilustrar um texto, torna-o, sem sombra de dúvidas, muito mais entendível e menos carregado. É um recurso altamente benéfico que, se usado de maneira a não cansar o leitor e como forma de atrair sua atenção, rende ótimos frutos.

 

A maior parte das imagens que circulam no mundo hoje são fruto de um impulso econômico, para criar produtos de consumo e mercados de consumo, não para celebrar o espírito humano, ou para aprendermos mais ou sermos melhores. É pura e simplesmente para fazer mais dinheiro. [Alberto Manguel]

 

Porém, entendo que o uso de imagens deve ser um complemento, nunca o principal de um texto. É muito comum encontrarmos posts em blogs cujo conteúdo principal e único é a imagem. Grande parte preocupa-se muito com a ilustração e se esquece do texto. Coloca-se uma imagem enorme na página e quando tem algum texto, esse fica restrito a algumas poucas linhas, porém, a correção gramatical e estrutura textual, beira ao ridículo.

 

Capitaneados pelos jargão “uma imagem vale mais do que mil palavras”, muitos transformam a arte de blogar, numa sequência cansativa e repetitiva de imagens de gosto duvidoso, mas que, não podemos negar, costumam atrair mais a atenção do que um texto. Exemplos estão por aí e são bem tangíveis, mas prefiro não enumerá-los.

 

"As imagens que permitem leituras profundas, como a literatura que permite uma leitura profunda a muitos níveis, servem para comunicarmos uma experiência de mundo. Nós aprendemos lendo sobre a experiência das gerações anteriores e de nossa própria geração. A partir dessa aprendizagem podemos enfrentar as imagens de Coca-cola, Gucci, do que quer que seja, e interrogá-las para destituí-las de seu poder." [Alberto Manguel]

 

Entendo que pode ser cool essa prática de blogs somente com ilustrações, mas esse escriba que vos fala prefere continuar sendo retrógrado e insistindo na escrevinhação. E pelo visto não sou único: “traduzir imagens em palavras é ainda fundamental para uma leitura de um mundo inundado por imagens, muitas vezes vazias, como as palavras pouco significativas também podem ser.” [Singular Mulher]

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

13 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;