Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Onde vai parar a sociedade?

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Não é um título muito novo este clichê que uso para iniciar o post de agora, quase 10h de uma noite de calor, ao som de "Too many people", de Paul McCartney. Mas reflete um fato que me chocou esta semana: a morte de um professor brutalmente esfaqueado por seu aluno, em uma faculdade particular de Belo Horizonte.

O título desgastado serve-me, no entanto, para que eu mesmo, enquanto educador há 24 anos e pai de dois rapazes, possa questionar-me no meu papel diante de uma realidade tão inexorável. Pergunto-me o que mais eu posso fazer diante do "status quo", diante das imposições e posturas de burocratas que tentam dizer como devemos educar nossos alunos e filhos, mas que não são capazes de levantar os glúteos das poltronas macias onde ficam sentados ditando normas e esparramando críticas e análises estapafúrdias.

Como qualquer educador, sinto-me desvalorizado financeiramente, mas, por outro lado, recuso-me terminantemente a deixar-me sentir desvalorizado moralmente. Sei da importância da minha missão e luto por ela, assumo minha postura que alguns dizem ser rígida, mas eu digo ser necessária. Seguro a ponta de uma corda presa a um barco que está prestes a ser levado pela correnteza de uma enchente terrível. Dentro dele estão meus alunos, jovens sem rumo que eu preciso salvar, puxar para a margem. Não posso deixar que se afoguem na torrente da estupidez. Sinto-me responsável por mostrar-lhes o caminho.

Faço isso há vinte e quatro anos. Com muito orgulho. Espero não me tornar mais um Júlio César e ter que dizer "Tu quoque, Brute, fili mi".



Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

2 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;