Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

O #mimimi nosso de cada dia

quinta-feira, 10 de março de 2011

Segundo definição oriunda do blog clubeletras mimimi – Significa um choro ressentido, infantil do ponto de vista blogueiro, um egoísmo por desconhecimento do funcionamento da blogosfera enquanto ecossistema. mimimi deve ter se originado do pronome me, em inglês (mi). Ainda segundo o blog Documento Tupiniquim #mimimi é uma tag usada com frequência em redes sociais, especialmente o Twitter, pra indicar que alguém é, ou está sendo chorão, reclamão.

 

Pois bem, não é novidade o chororô de alguém nas redes sociais, sobretudo no twitter. Qualquer infortúnio, percalço ou desavença, é motivo de uma choradeira sem precedentes. Normalmente a vítima sente-se ofendida e vai pro twitter reclamar.

 

A moda do #mimimi espalhou-se com relativa velocidade no universo das redes sociais e atingiu em cheio as celebridades tupiniquins, que, via de regra, povoam o twitter com reclamações de toda sorte e gênero.

 

Agora parece que está proibido debochar de um programa de qualidade duvidosa da tv brasileira, um deslize no português de algum famoso e, principalmente, alguma atuação desastrosa desses mesmos elementos.

 

Os mimizentos são, em sua maioria, os mesmos que usam a tag #rilitros para os infortúnios alheios, porém quando eles são as vítimas, vão pro twitter alegar falta de respeito.

 

O carnaval carioca desse ano proporcionou uma cena épica. A apresentadora Ana Hickmann, o alto dos seus 1,85 de altura, se estatelou durante o desfile da Escola de Samba Grande Rio, um tombo de fazer inveja aos melhores momentos das videocassetadas tradicionais do domingo. Quem ainda não viu, vale a pena perder uns preciosos segundos.

 

 

Obviamente que um tombo é sempre um acontecimento cômico pra quem assiste, mas deprimente pra quem cai, sobretudo se for em público. Mas o mais curioso é que a Ana Hickmann não perdeu a oportunidade de ir ao twitter reclamar dos que riram de sua “performance circense”, senão vejamos:

 

“Como são infelizes as pessoas que se divertem com a dor de outra pessoa. Sinto pena. Mas só pra avisar aos que acharam algum tipo de graça no meu tombo, levantei e fui até o fim com a família Grande Rio”

 

Além de serem reclamões ao extremo os mimizentos também possuem uma memória muito volátil, não é mesmo Ana Hickmann? O vídeo abaixo chegou a minha timeline através da tuiteira @thaisypecsen (obrigado pela contribuição).

 

 

Engraçado né Ana Hickmann? Rir do tombo dos outros é muito divertido, mas quando a vítima é você, perde complemente a graça, e a pessoa que ri é uma infeliz.

 

O caso em epígrafe serve apenas para ilustrar que o adágio que diz que: “Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você”, continua atual como nunca. Ora! Somos humanos, sujeitos a erros e acertos, ninguém está livre de cometer um deslize, sobretudo em redes sociais ou nos blogs, o melhor a fazer é levar na esportiva. Aqueles que debocham de você hoje, podem ser a vítima de amanhã.

 

Mas o acontecimento supra mencionado não é único, estamos a todo momento assistindo às choradeiras histéricas do Boninho, brigas de outros “famosos”, e não podemos nos esquecer do #mimimi mais famoso dos últimos tempos, o da apresentadora Xuxa.

 

“Qualquer reclamação no Twitter é muito irritante, desde que não seja a minha, porque eu reclamo bastante.” (@pecesiqueira)

 

É preciso apenas um pouco de cautela, pois como bem disse a Ana Karenina em um post aqui mesmo: Nem tudo é #mimimi ou trolagem

 

Vale a pena conferir:

# 8 Tipos de Reclamões-Chatos-Invíctos... Você já topou com um desses?

# Um mundo maravilhoso destruído por reclamões mimados

UPDATE 11/03 – Segundo o Rodrigo R. Neto (comentário abaixo), o vídeo da Ana Hickmann rindo da Ana Maria Braga, na verdade é uma montagem. O vídeo original se refere à premiação "Melhor Mulher Fruta 2008", desse link. Mas continuo achando o chororô desnecessário.

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, especialista em nada e profundo conhecedor de coisa nenhuma. Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

7 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;