Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Ode às sextas-feiras e os e-mails que emudeceram

sexta-feira, 1 de abril de 2011

 

 

Um poeta sobrevivendo canta

A curtição vivida por inteira

Por isso toda sexta-feira santa

Vamos espantar a bobeira

Caiamos na noitada faceira

Vamos brincar, molhar a garganta

Porque toda sexta-feira é santa

Viva a gandaia geral brasileira!

[Vinícius de Moraes]

 

SEXTA FEIRA

Imagem: Amigos da Poesia

 

Acho interessante constatar que pequenos acontecimentos do nosso dia a dia acabam nos proporcionando uma alegria contagiante.

 

Há alguns anos atrás, quando acabara de me ingressar no emprego que estou até hoje, um fato corriqueiro em toda sexta-feira me deixava muito feliz. A alegria esfuziante do amigo Betinho com a chegada, do melhor dia da semana, diga-se de passagem.

 

Numa época em que as redes sociais ainda engatinhavam na web, o precursor da alegria radiante do amigo Betinho era o e-mail. Me habituei a chegar no trabalho toda sexta-feira e abrir o e-mail já esperando a exaltação da chegada desse dia tão aguardado.

 

Nunca tive muita empolgação com a sexta-feira, pra mim era um dia normal, apesar de ser véspera de final de semana. Mas eu ficava feliz, lendo sobre a felicidade de um amigo através do e-mail.

 

Dia desses me peguei pensando sobre esse acontecimento que durou cerca de 3 anos e hoje infelizmente não acontece mais. Betinho saiu do emprego que trabalhava na cidade e mudou-se para Belo Horizonte. De lá prá cá, sua constante referência à sexta-feira, passou a ser um acontecimento registrado apenas nos arquivos do meu hotmail.

 

Diriam os mais intrépidos que sexta-feira é fim de expediente, é dia de farra, e isso,  justificaria o motivo de tamanha felicidade. Mas só hoje percebo que a felicidade, às vezes, pode estar em pequenos gestos, em pequenas atitudes.

 

Um simples e-mail, às vezes, tem o poder de mudar nosso estado de espírito, assim como acontece com a música. Muitos já devem ter experimentado a doce sensação de felicidade quando aquela música que adoramos começa a tocar no rádio. Nessa hora deixamos pra trás nossas dívidas, nossos dissabores, nossas incertezas e nossas amarguras, só queremos curtir aquele momento.

 

Toda essa lorota é para dizer que podemos encontrar a felicidade nos pequenos atos. Coisas corriqueiras, que às vezes, nos passam despercebidas, mas que, no decorrer de nossas vidas, aprendemos a valorizar.

 

Muitas vezes nos apaixonamos por nossos problemas e acabamos por deixar muitas coisas boas passarem despercebidas. Ignoramos situações e até mesmo pessoas, que nos cercam, sem vivenciar os prazeres que de fato eles poderiam proporcionar. Acostumamos tanto a lamentar os infortúnios, que muitas vezes, vivenciamos as alegrias sem a intensidade merecida.

 

"Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram... certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso... e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz" [Carlos Drummond Andrade]

 

Nossa fissura por ter, acaba comprometendo o nosso ser. Interessante constatar que a felicidade é contagiante, experimente chegar ao trabalho radiante, dê um bom dia esfuziante, elogie alguém. Fazer as pessoas felizes, também é uma forma de ser feliz.

 

Os e-mails do Betinho de toda sexta-feira não chegam mais na minha caixa de mensagens, aliás, depois que ele se mudou eu perdi completamente o contato, vai ver só mudou o e-mail e talvez ainda continue a enviar suas “odes às sextas-feiras”. Mas é fato que suas mensagens tinham um poder mágico de tornar o dia mais feliz.

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

6 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;