Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Tô num “mato sem cachorro”, e agora?

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Há certos momentos em nossas vidas em que parece que tudo dá errado, você não está feliz no trabalho, a saúde não anda bem, os problemas vão se avolumando numa velocidade impressionante, deixando-nos atônitos sem saber o que fazer e por onde começar.

 

resolvendo-problemas

 

Sou um otimista nato: “nada está tão ruim que não possa piorar”. O que fazer diante de tantos infortúnios que parecerem escolher os piores momentos para aparecer?

 

Os problemas nunca vão desaparecer, mesmo na mais bela existência. Problemas existem para serem resolvidos, e não para perturbar-nos. (Augusto Cury)

 

O que seria de nós sem os problemas? Bem, não haveria preocupação, sem preocupação não haveria dedicação, sem dedicação não teríamos compromisso, sem compromisso não teríamos razão, sem razão não teríamos motivação, sem motivação não viveríamos.

 

Os problemas existem para serem enfrentados, e tenham certeza, ninguém irá resolver nossos problemas, somos nós é que temos que tomar as rédeas da nossa vida, com bem disse o prof. Gretz: ninguém poderá me fazer infeliz sem meu próprio consentimento.

 

A felicidade não se resume na ausência de problemas, mas sim na sua capacidade de lidar com eles. (Albert Einstein)

 

E o que fazer quando nos encontramos numa situação desesperadora? Enfrentar o problema e minimizar sua significância. Pode parecer estranho, mas existem pessoas que se apaixonam e até mesmo se casam com os problemas, se alguém por ventura tentar ajudar a resolver a situação é prontamente rechaçado e, muitas vezes, até xingado.

 

Chateações, inconveniências, são comuns a todo cidadão, não se iluda, seus problemas não são maiores ou menores do que do seu colega de trabalho, do seu vizinho, do seu irmão, ou de quem quer que seja. O que diferencia as pessoas, é a capacidade em lidar com esses problemas.

 

Pareço ter um imã pessoal para atrair pessoas com problemas, não raras vezes, sou abordado por pessoas que mal me conhecem, e já vão relatando seus infortúnios. Nesse caso eu tenho paciência suficiente para ouvir e aconselhar sobre o que penso sobre a situação, sempre digo: Amigo, ninguém irá resolver seus problemas. O primeiro passo é reconhecer que ele existe, depois é encará-lo de frente e buscar a solução.

 

Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional. Roger Crawford

 

Conheço algumas pessoas que são ateus, tenho amigos evangélicos, outros católicos, alguns espíritas, respeito igualmente todos eles. Aliás, acho que convivo bem com as situações que envolvem religiões ou a falta dela. Não tenho muita paciência com radicalismos, pessoas que acham que a religião é mais importante do que o próprio Deus. Sempre fui católico, muito embora atualmente, tenho andado afastado da igreja, mas nunca deixei de ter minha fé. Acredito muito no poder de Deus, na sua capacidade de nos apresentar soluções, quando tudo parece perdido.

 

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Augusto Cury

 

É hora de decidir se vai viver eternamente amargurado pelos problemas, ou se vai encará-los e buscar uma solução. Eu escolhi lutar, e se tenho direito de aconselhar, recomendo que faça o mesmo,  seja protagonista da sua história. É indescritível o doce sabor da vitória, quando conseguimos superar nossas amarguras e inquietações. A solução de todos os seus problemas está no seu íntimo: “Pare de reclamar.Tudo que você deseja já esta dentro de você, esperando apenas seu reconhecimento.”

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor bloguicista.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

5 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;