Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

13 músicas caipiras muito importantes

domingo, 27 de novembro de 2011


Sei que compro uma briga enorme ao publicar um post com esse título e, confesso, a intenção era essa, mesmo. A polêmica leva à divulgação e à consequente valorização deste nosso tesouro cultural que é a música caipira.

50291_52564638522_7620417_n
De características diversificadas e origens várias, nossa música caipira tem relação direta com a própria raiz cultural do povo brasileiro. Não vou trazer aqui nenhum tratado sobre as origens da música caipira, mas algumas curiosidades que existem a respeito.


Nessa manifestação musical, há grande influência da cultura musical portuguesa, acompanhada fortemente da presença da cultura indígena, através dos urucapés, guaús, parinaterans e tocandiras, de origem guaicuru, xavante, guarani ou bororo. Segundo a história, o Padre José de Anchieta valeu-se de uma dança religiosa indígena, o caateretê, para tentar convertê-los ao Cristianismo. Teria sido ainda o Apóstolo do Brasil que introduziu esta dança nas festas das províncias da recente colônia, num hábito que até hoje persiste nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Pará e Amazonas, sob a nomenclatura de “catira”, com elementos rítmicos da viola, do sapateado e do bater de mãos. Cantado em versos, o caateretê propiciava o surgimento de cantores e trovadores populares (pode-se ver mais desse assunto no sítio MiniWeb Educação).


A viola caipira é a marca sonora registrada que acompanha essa música, e há muito o que falar a respeito dela. Não é o objetivo aqui. De Câmara Cascudo a Cornélio Pires e Inezita Barroso, muita gente importante defendeu e ainda defende essa história e de forma muito competente. O meu objetivo é mesmo dizer que há algumas músicas que julgo muito importantes e não apenas por fazerem parte de minha existência, mas por representarem algum tipo de marco da cultura caipira brasileira.


Não quero falar também dos grandes intérpretes e compositores, pois são muitos os que se destacam e requerem um post dedicado, até para ilustrar bem a qualidade de cada um. Quero mesmo, como disse, apenas falar de algumas músicas que são importantes por representar uma característica específica do gênero.


Eis portanto, sem mais demoras, minha lista (que não está em ordem de preferência):


Música
Compositores
Importância
Detalhes
“Pingo d'água” Raul Torres e João Pacífico Linda canção dos precursores da música caipira, que relata a esperança do caboclo pela chuva redentora. Ver letra e vídeo com Tonico e Tinoco
“Menino da porteira” Teddy Vieira e Luizinho Talvez a mais conhecida música do gênero, que conta uma triste história que, inclusive, já virou filme. Ver letra e vídeo com Daniel, no filme homônimo
“Pagode em Basília” Tião Carreiro e Lourival dos Santos Outro clássico do gênero, em que a virtuose do violeiro Tião Carreiro é impressionante. Ver letra e vídeo com Tião Carreiro e Pardinho
“Canoeiro” Alocin e Zé Carreiro Outra música que valoriza também a capacidade sonora da viola nas improvisações onomatopaicas da natureza. Ver letra e vídeo com Carreiro e Carreirinho
“Ferreirinha” Carreirinho Talvez uma das primeiras canções do tipo “moda de viola” que surgiram, contando a triste história do Ferreirinha, personagem fictício de música que ganhou até estátua em homenagem. Ver letra e vídeo com Carreiro e Carreirinho
“Chalana” Mário Zan e Arlindo Pinto A bela canção que traz como destaques a paisagem pantaneira e a sanfona, outro instrumento fundamental da música caipira. Ver letra e vídeo com Almir Sáter
“Travessia do Araguaia” Décio dos Santos Uma moda de viola que relata a dureza da vida do boiadeiro e da boiada, com uma metáfora bíblica muito bonita. Ver letra e vídeo com Tião Carreiro e Pardinho
“Chitãozinho e xororó” Serrinha e Athos Campos Uma das mais conhecidas músicas caipiras, carregada do bucolismo tradicional do gênero e que deu nome a uma das mais importantes duplas sertanejas da história. Ver letra e vídeo com Zé Tupi e Zé Pires
“Amargurado” Dino Franco e Tião Carreiro Bela canção, reproduzida pelas mais belas vozes do gênero, relatando um amor não mais correspondido pela amada, mas que permanece assim mesmo. Ver letra e vídeo com Tião Carreiro e Pardinho
“Mágoa de boiadeiro” Nonô Basílio e Índio Vago Relata a decadência do boiadeiro tradicional em virtude do transporte de boiadas em veículos. Ver letra e vídeo com Pedro Bento e Zé da Estrada
“Caboclo na cidade” Dino Franco e Nhô Chico Uma moda de viola típica, relatando o contraste entre a vida urbana e a vida no campo e seus valores. Ver letra e vídeo com Dino Franco e Mouraí (espetacular acompanhamento de viola e show de vozes)
“Cabocla Teresa” Raul Torres e João Pacífico Texto que relata um assassinato por ciúme, com uma declamação inicial. Uma das músicas que faz parte do repertório da maioria dos intérpretes do gênero, com destaque para os lendários irmãos Tonico e Tinoco. Ver letra e vídeo com José Domingos e Rolando Boldrin
“Ladrão de mulher” Vieira e Vieirinha Representa a catira, com palmeado e sapateado ritmado ao som da viola, destacando a dupla Vieira e Vieirinha, conhecidos como “Reis da Catira”. Ver letra e vídeo com Guilherme e Santiago


Sobre o Autor:
The EDN
The EDN - sou industriário, trabalho há 27 anos na Cedro (indústria têxtil centenária de Caetanópolis, MG) e atuo como professor há 24 anos em escolas particulares e públicas
Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

3 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;