Leia também...

Leia também...
Ler e Escrever Bem Com o Auxílio dos Recursos Tecnológicos

Leia também...

Leia também...
Os Embargos Econômicos

Leia também...

Leia também...
Novo

Leia também...

Leia também...
A Liberdade de opinião é um Direito, não uma Obrigação

Insônia

terça-feira, 20 de março de 2012


Ser amigo da noite é tarefa árdua. Cair nos braços de Morfeu sem transigir, exigir ou reivindicar algo, requer extrema habilidade.


Os pensamentos aceleram, tomam forma, atraem temores, angústias e sentimentos profundos. Quem é insone sabe bem o que vos digo.


Nesse quadro, seu grande inimigo é o tempo, nunca tenha um relógio por perto, pois além de matar o tempo, é o maior de todos os cúmplices da insônia. Ele está ali do seu lado, como seu companheiro especulando as suas mazelas.


Mesmo que não haja mais o retrógrado som do tic-tac, ele está ali, lhe consumindo a cada minuto. Declare guerra a este inimigo, evite imaginar o tempo e o espaço. Evite o tic-tac.


O que fiz ontem? Não devia! O que farei logo mais? Será que consigo? Não sei, mas neste momento quero viver depressa, acabe logo com essa maldita noite insone.


Sempre o tempo, não quero olhar o relógio, não quero ver as curvas da noite. Não quero mais sonhar acordado.


Aí vem o pior, o inevitável despertar, a vida abre suas portas a cada manhã. Será que dormi? Talvez, mas acordei de um sono que ainda não tive.


Em breve mais uma noite, em breve mais uma súplica pelo tão esperado descanso, o repouso tão desejado.


Abra suas asas, me envolva por essa penumbra revigorante. Quero o silêncio da noite, e depois me livrar dos seus braços, sedento mais uma vez de sonhar acordado!

 

Sobre o Autor:
Marcus Morais

Roberto Teixeira - Lá do Cedro de nascimento, paraopebense de criação e belo horizontino por opção. Boêmio, amante das artes, bom cozinheiro, contador de "causos" e acima de tudo fascinado pela vida e as paixões.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

3 comentários :

The EDN disse... Responder comentário

Simplesmente espetacular esse post, prezado Roberto. Uma visão lírica da insônia, a mesma que me acomete constantemente (embora não seja assim tão amigo da noite — talvez, no máximo, um colega), nestes tempos insanos e inexoráveis.

21 de março de 2012 08:06
Harley Coqueiro disse... Responder comentário

Faço minhas as palavras do The EDN.

Não por preguiça, não por comentar por comentar.

Mas trata-se realmente da visão lírica de um fantasma chamado "insônia"...

Parabéns, Betinho, seja bem vindo a esta selva invicioneira!!!

21 de março de 2012 09:09
Roberto Teixeira disse... Responder comentário

Agradeço demais pelos comentários e gosto muito de ler os posts dos Invicioneiros. Será um prazer contribuir de alguma forma com este excelente blog.

21 de março de 2012 12:02

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;