Leia também...

Leia também...
Ler e Escrever Bem Com o Auxílio dos Recursos Tecnológicos

Leia também...

Leia também...
Os Embargos Econômicos

Leia também...

Leia também...
Novo

Leia também...

Leia também...
A Liberdade de opinião é um Direito, não uma Obrigação

Carta aberta ao Twitter

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Querido ex-amigo twitter, há tempos me deixei seduzir pelos seus encantos, mais precisamente em meados de 2007. Você prometia ser um serviço bacana, cheio de funcionalidades, onde era fácil fazer amizades. Tive a grata satisfação de conhecer pessoas bacanas, que me proporcionaram ótimas discussões e aprendizado.


navio

 

Aprendi com você um novo conceito de rede social, já que nunca fui muito fã do Orkut. Nesse quesito você chegou pra preencher uma lacuna que há tempos os usuários das redes sociais reivindicavam, um local onde houvesse troca de ideias, onde a interação fosse a mola propulsora de um novo tempo.


Você me propiciou coisas interessantes, momentos felizes, conquistas pessoais interessantes e acima de tudo uma oportunidade de divulgar meu trabalho como blogueiro. Vivenciei muita coisa bacana durante esses cincos anos. Conquistei alguns contatos que levarei pra sempre pelo caráter e dignidade demonstrados, porém, igualmente levarei experiências altamente negativas de pessoas sem caráter e oportunistas.

 

Infelizmente você não atende mais meus anseios como rede social, pois aparentemente virou um balcão de negócios, onde o ter tem muito mais valor do que o ser. Seus usuários não se interessam mais por outra coisa que não seja usá-lo como ferramenta de negócios.

 

É fato que você não possui a menor culpa sobre o que os usuários fazem com os serviços oferecidos, porém acho que o procedimento monoteísta é contagioso e antes que eu me contamine eu prefiro abandonar o barco.

 

Tenho muita saudade dos áureos tempos de real interação onde os perfis eram mais humanos e menos robotizados, tenho saudade de alguns amigos que já abandonaram o serviço pelos mesmos motivos elencados por mim, ou por outros que não vem ao caso.

 

Aquele que sabe quando tem bastante, não cairá no ridículo. E aquele quando deve parar, não correrá perigos. [Lao-Tsé]

 

Caro amigo, você já me conhece há algum tempo e sabe bem que não sou de abandonar as coisas facilmente, sem lutas ou tentativas. Refleti muito antes de tomar essa decisão e reconheço que não faço isso com alegria, mas pra mim isso tudo já é passado. Espero que os demais usuários façam bom proveito dos seus serviços e que se conscientizem que rede social é um local que conecta pessoas e não uma mera ferramenta de divulgação.

 

Fica desde já registrado meu reconhecimento pelos inúmeros episódios  bacanas propiciados, espero sinceramente que isto seja apenas um até breve e não um adeus definitivo. Continuarei com minha conta, mas apenas para divulgar links que julgar convenientes.

 

Parafraseando e adaptando a frase histórica e Getúlio Vargas: saio do twitter para entrar pra outra rede social, menos egoísta, menos minimalista e mais interativa.

 

Quem quiser continuar me acompanhando de forma mais assídua é só circular meu perfil no Google+ https://plus.google.com/114207307968787912354/posts

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Siga no Twitter [@jmpsousa].

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

5 comentários :

Maiko Gabriel Kinzel Engelke disse... Responder comentário

é... Gostei da parte do "twitter como um monte de robôs", e é por isso que sou a favor do G+ não liberar essas APIs, pois se liberarem, teremos um monte deles por lá.

A rede assíncrona que o Twitter mostrou realmente foi contagiosa, o limite de caracteres tinha um conceito interessante, mas criou uma mania ruim, entre elas, posts vagos e desinteressantes aos outros, qualquer um podia falar qualquer coisa, ocupar vários pixels de altura da tela, e todos teriam um verdadeiro desperdício de espaço.

No Facebook não teria esse problema, porém a sincronia de contatos tornou as coisas pessoais demais, as pessoas se imergiram demais, e acabam tendo de postar besteiras pra esconder quem são, ou pior ainda, se tornaram apreciadoras dessas trouxisses.

É interessante que há pessoas dizendo que o G+ é uma cidade fantasma, mas há pessoas que já tornaram este a rede social exclusiva.

José Márcio Sousa bem vindo ao clube, já faz uns bons meses que parei com o twitter por não aguentar mais tal desumanização e tweets inúteis.

4 de abril de 2012 10:31
Jô Angeℓ disse... Responder comentário

Post mais lindo e coerente, Zé! Parabéns!! Concordo e endosso.Beijos!!

5 de abril de 2012 05:25
Dominacao disse... Responder comentário

Eai pessoal beleza?

Tenho varios amigos e amigas que sempre ficam no twitter seguindo quem segue de volta e tal lutando pra ter mais seguidores só pra parecer mais famoso. Então dei uma pesquisada de como tem gente que consegue ter milhares de seguidores e outras pessoas que so ficam tentando.

Não sei se vocês ja viram mas da pra comprar seguidores, por isso agora qualquer um pode ter milhares e milhares de seguidores. Por isso resolvi postar aqui, nao sei se voces ja conhecem, mas nesse site http://www.comprarseguidor.com/ da pra comprar.

Me dizem o que vocês acham dessa ideia.

10 de abril de 2012 12:28
José Márcio disse... Responder comentário

#Maiko Gabriel Kinzel Engelke, pois é, também estou pulando fora do barco antes que afunde.

#Jô Angel, que bom te ter por aqui novamente. Obrigado!

#Dominação, sua proposta só veio a ilustrar o porque da minha decisão de abandonar o twitter, lamentável!

11 de abril de 2012 11:17
The EDN disse... Responder comentário

Tenho usado muito pouco o twitter, mesmo que nunca tenha sido muito frequente nele. Realmente, creio que sou meio prolixo e 140 caracteres não me atendem, sem falar nos problemas citados no post...

19 de abril de 2012 20:43

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;