Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Facebook ou fábrica de spams?

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

 

Nunca fui muito fã do Facebook, apesar de entender perfeitamente que o serviço em si não tem nada a ver com isso. Minha antipatia deve-se, em parte, ao estilo de postagens que são inseridas por lá. Muitas mensagens e pouca interação. Penso que as redes sociais podem e devem ser usadas muito além do simples compartilhamento de imagens e mensagens, na minha opinião elas deveriam ser usadas como ferramenta de troca de conhecimentos e interação.

 

mybbspam

 

As redes sociais e a falta de interação

 

Evidentemente que tenho plena consciência de que, quem faz o serviço são os usuários e portanto a culpa pelo bom ou mau uso é de cada frequentador.

 

Sua rede social é exatamente aquilo que você fez dela

 

Eu uso muito pouco minha conta no Facebook, reconheço que eu nunca consegui assimilar direito a dinâmica do serviço, assim como nunca consegui participar do Orkut. É uma questão de gosto pessoal. Não consigo entender muito bem essa neura de alguns por ostentar um número elevado de contatos, pois penso que quanto maior esses números, menor será a interação.

 

Redes sociais: são muito mais do que números

 

Me chama a atenção alguns tipos de postagem que via de regra aparecem por lá, são os chamados hoax, virais ou spams. Postagens cujo conteúdo ninguém sabe de onde apareceu, mas que são compartilhados em larga escala como verídicos, mas que na verdade não passam de engodo.

 

Alguns devem se lembrar de uma postagem recente que falava sobre a privacidade do serviço. Pra quem não se lembra eu refresco a memória.

 

Face2[9]

É óbvio de tal mensagem não passa de um hoax (lenda). Mas a maioria não tem nenhuma preocupação em verificar a autenticidade dessas mensagens, apenas repassam, e o pior, acreditam serem verídicas.  Hoje ao abrir minha conta me deparei com outra no mesmo estilo.

 

FB
Bem, a primeira postagem sobre a privacidade do Facebook, tá mais do que comprovada que é lenda, não existe nem nunca existiu esse recurso da forma que a postagem sugere fazer. Quanto a segunda, ainda é recente, visto que foi a primeira vez que me deparei com o referido aviso. Mas também pode não ser novidade, mas sim um antigo que reapareceu. Certo é que dificilmente tal aviso é verídico, aliás, arrisco dizer que é apenas mais uma lenda.

 

Como eu já disse, frequento muito pouco o Facebook, apenas passo por lá esporadicamente para ver o que está acontecendo. Gosto mais e frequento com mais assiduidade o Google+. Mas acho temerário o crescimento desse estilo de postagem no Facebook, visto que isto pode comprometer a qualidade do serviço, assim como aconteceu com o Orkut, que de sucesso e larga audiência passou a ser considerado o patinho feio das redes sociais.

 

No caso do Orkut, o serviço atraiu para si  um termo pejorativo, o ORKUTIZAR ou ORKUTIZAÇÃO.

 

Quando alguém se refere, por exemplo à ORKUTIZAÇÃO, trata-se de um termo pejorativo criado pra criticar as pessoas sem noção desse serviço. É claro que o serviço não tem culpa sobre as "cagadas" (desculpe o termo chulo) que alguns usuários fazem por lá. Porém, o aumento excessivo desse tipo de postagem acaba fazendo com que todo serviço seja condenado por alguns.

 

Algumas críticas que faço a determinadas rede sociais por causa do conteúdo, é porque o assunto em questão é recorrente. Mas longe de mim querer fazer juízo de valor sobre qual rede social é relevante e qual não é relevante, isso é escolha de cada um. Não aprovo alguns comportamentos que acabaram virando modismo, mas isso é apenas uma opinião pessoal. Penso até que o pobre do Orkut não tem a menor culpa do mal uso que fazem do serviço, porém vai carregar pra sempre a pecha de irrelevante, acho até que o declínio desse serviço é irreversível.

 

Portanto, seria bom que os usuários mais assíduos do Facebook tivessem um pouco mais de cautela na propagação dessas mensagens que chegam a todo momento. Uma breve pesquisa no Google é suficiente pra esclarecer ou desmascarar a maioria delas, outras até por analogia é possível saber que é mentira, como no caso da 2ª postagem acima citada.

 

Sobre o Autor:
José Márcio

José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Circule no Google+.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

2 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;