Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Reflexões sobre a copa, ou não…

segunda-feira, 14 de julho de 2014

 

E agora José? A copa acabou, o legado atrasou, a conta sobrou. Não fomos campeões, e nem merecemos. Qualquer um que entenda mais ou menos de futebol sabia que as apresentações da nossa seleção não inspiravam confiança. Torci mesmo assim, como muitos outros também torceram, por acreditar no sobrenatural de almeida que sempre abunda pelo universo futebolístico. Mas desta vez o melhor venceu.

 

artigos_ja_estao_em_oferta_em_algumas_lojas


Ficou na boca aquele gosto amargo de derrota. Nesse momento não sabemos o que se destaca mais, o vira-latismo ou o puxa-saquismo. Alguns querem atribuir ao futebol a culpa que, por grau de importância, ele não carrega. Se dentro de campo não brilhamos, muito pelo contrário, demos um vexame histórico. Fora dele a organização não foi um desastre que muitos previram. Muitos estrangeiros voltaram para casa maravilhados com o país que eles só conheciam pelo Google, e, diga-se de passagem, com as piores notícias possíveis.


Gastamos mais do que devíamos num momento inoportuno de nossa economia. Isso também é fato. Qualquer governante de bom senso não teria aceitado tantas imposições custeadas com recursos públicos, sobretudo num país carente de investimentos primários.


Porém, devemos ser realistas no balanço, para perceber que perdemos em alguns aspectos e ganhamos em outros. Nossa seleção foi um fiasco, obras superfaturadas, recursos públicos jogados no ralo, pesam em desfavor da copa, para tristeza dos puxa-saquistas.  Porém, a receptividade do povo brasileiro, os bons estádios, e a organização do evento de um modo geral, foram pontos positivos, para quem esperava o caos total, esses aspectos foram dignos de comemoração, para irritação dos vira-latistas.


Em resumo, creio que a copa vai ficar marcada de alguma forma. Eu só lamento que a falta de noção acabe levando pessoas aos extremos. Não admitindo que você goste de futebol sem dissociar isso das questões políticas e sociais. Perdemos dentro de campo, mas ainda assim, apesar do superfaturamento das obras, a copa não foi esse desastre todo que muitos alardearam.


Sigamos nossa vida, em outubro teremos um compromisso importante pela frente. Que saibamos ser patriotas nesse momento de festa da democracia, escolhendo com seriedade nossos representantes.

 

 

Sobre o Autor:
José Márcio
José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Circule no Google+.
Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

0 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;