Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

O LED do Vaga-Lume

terça-feira, 2 de setembro de 2014

 

 

 

Certa vez, dois gentis missionários da Igreja das Testemunhas de Jeová, deixaram em minha casa uma edição muito interessante de sua revista “Despertai!”. Trata-se de um periódico que a respeitável igreja imprime e distribui em sua obra missionária, dando dicas de como enfrentar os problemas do dia a dia com sabedoria e fé, e onde pode se conhecer um pouco mais de sua doutrina peculiar, afastando certos preconceitos.

 

Vaga-Lume

 

Na última página, sob o título “A Lanterna do Vaga-Lume”, a matéria informava sobre uma descoberta que os pesquisadores acabaram de realizar a partir das pequeninas escamas na superfície da lanterna de alguns vaga-lumes. A lanterna, ou órgão bioluminescente de um vaga-lume do gênero Photuris, é coberta por escamas irregulares, cuja função é aumentar a intensidade da luz produzida por esse ser fantástico.

 

Os cientistas concluíram que as escamas formam um padrão ondulado, como telhas sobrepostas, e nas bordas das escamas existe uma saliência de apenas três micrômetros de altura, com um tamanho vinte vezes menor que a espessura de um fio de cabelo humano.

 

E de forma espetacular, essas minúsculas saliências irregulares potencializam o efeito da lanterna natural do inseto, fazendo-a brilhar 50% a mais do que se as escamas fossem completamente lisas.

 

Com base nesta constatação, chegou-se a indagar se essa estrutura poderia melhorar a eficiência dos diodos emissores de luz (LEDs), usados em muitos aparelhos eletrônicos de última geração. Para comprovar, os cientistas revestiram os LEDs com uma camada ondulada, imitando a superfície da lanterna do vaga-lume. E qual foi o resultado? Os LEDs emitiram 55% mais luz!

 

A física Annick Bay, assombrada com o resultado, disse: “O aspecto mais importante desse trabalho é que ele destaca o quanto podemos aprender por estudar a natureza.”

 

E para encerrar, no final da excelente matéria impressa na “Despertai!”, são feitas as seguintes e instigantes ponderações: “Será que lanterna desse vaga-lume é resultado da evolução [darwiniana] ou teve um projeto [criacionista]?

 

*[Crônica publicada na Folha de Paraopeba, edição de setembro de 2014]

 

 

Bonus Track:

 

O goleiro Aranha no divã… Charge da Folha de Paraopeba.

 

Charge_Harley_Coqueiro_Aranha_no_Divã

 

Sobre o Autor:
Harley Coqueiro

Harley Coqueiro - Advogado e Jornalista. Chargista e Cronista da Folha de Paraopeba. Fã de Beatles, de thrillers policiais e da boa comida mineira.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

0 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;