Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Não é falta de tempo, é falta de prioridades.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

 

O tempo que hoje parece mais corrido, não é fruto de nenhuma transformação mágica ocorrida na natureza. O tempo escasso é apenas consequência natural de nossa fissura pelos aparatos tecnológicos.

 

japan-kids-children-smartphone


Muitos ainda não perceberam, mas cada vez mais nos tornamos refens de nossa própria criação. A comunicação instantânea nos trouxe rapidez, mas nos tornou também frios e individualistas. O que antes era diálogo, hoje é whatsapp. E o que era carta, hoje virou Facebook.


Nosso tempo se perde na nossa própria ignorância, aquilo que nos trouxe agilidade, acabou nos tornando também prisioneiros. O mundo anda muito corrido, mas não tanto quanto nossa incapacidade de tornar as relações mais humanas.


Somos prisioneiros do aparato tecnológico porque ele não exige muito de nós, podemos fingir ser aquilo que não somos, pois atrás da tela ninguém vai perceber nosso rosto enrubescer quando mentimos. Perdemos um tempo incalculável na atualização de nossas redes sociais, o mesmo tempo que depois reclamos que anda escasso.


Nosso smartphone é  hoje algo indispensável, nossas amigos estão todos naquela caixinha maravilhosa, basta um clique. Estamos tão concentrados nela que nem percebemos que o calor humano jamais poderá ser reproduzido por um novo aplicativo do Google Play.


Estamos sendo doutrinados a abrir mão da materialidade, o virtual é que dita os rumos. O dia continua com as mesmas 24 horas, mas toda essa modernidade nos consome muito tempo. E assim, a tendência é que continuemos trocando o bate papo com alguém do nosso lado, pelos nossos amiguinhos virtuais. O homo-cyber segue dominando o mundo, enquanto isso, a depressão segue acometendo cada vez mais pessoas. Não seria a hora de repensarmos nossas prioridades?

 

Sobre o Autor:
José Márcio
José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Circule no Google+.
Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

1 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;