Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

As Lições do Caso FIFA

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Tava acompanhando aqui os noticiários sobre as investigações e prisões do maior rescândalo do  futebol dos últimos tempos e acabei quase que instintivamente traçando um pararelo entre esse episódio e os quadros recentes de nossa política.

 

Quase todos que acompanham o futebol suspeitavam que altas cifras movimentadas pelo ludopédio, seria um terreno perfeito para os corruptos e os corruptores. Situações, no mínimo estranhas, envolviam as competições e escolhas de sedes, sobretudo da Copa do Mundo.

 

fifa - corrupção no futebol

 

As prisões e acusações balançaram as estruturas do esporte mais popular do planeta mundo afora. Sobrou até para o ex-presidente da CBF José Maria Marin, que acabou preso na Suíça.

 

Aqui no Brasil o histórico da CBF nos remete a gestões encobertas de suspeição e vantagens pessoais. Haja vista o ex- presidente Ricardo Teixeira que ostenta uma riqueza altamente suspeita. A organização da Copa do Mundo do Brasil 2014, motivo de inúmeros protestos país afora, se apresenta agora como parte dessa história de corrupção. A maioria dos brasileiros nunca duvidou disso, faltava apenas a confirmação. Agora se vê que na verdade o dinheiro público foi usado para benefício de poucos particulares.

 

A situação chegou a tal ponto que o presidente da entidade maior do futebol Joseph Blatter acabou renunciando poucos dias depois de ser reeleito.

 

esquema-corrupcao-1432768548620_600x716

Fonte: Site UOL

 

Por aqui o atual presidente da CBF age como se não soubesse de nada e que a entidade fosse um exemplo para o mundo de gestão competente. Ora, nunca é demais lembrar que a pouco dias surgiu acusações sobre o favorecimento e recebimento de dinheiro para convocação de alguns jogadores para a Seleção Brasileira. Sem contar os patrocínios e jogos caças níqueis realizados em locais sem o mínimo de estrutura, cujo objetivo era apenas faturar alto em nome da história da Seleção Brasileira.

 

Há épocas de tal corrupção, que, durante elas, talvez só o excesso do fanatismo possa, no meio da imoralidade triunfante, servir de escudo à nobreza e à dignidade das almas rijamente temperadas. [Alexandre Herculano]

 

Falei desse episódio futebolístico para finalmente traçar um parâmetro entre o comportamento dos acusados aqui e lá fora. O suiço Joseph Blatter, ao se ver acuado pelos escândalos, renunciou ao seu cargo. Numa atitude normal para quem tem o mínimo de vergonha na cara. Mas por aqui o procedimento é totalmente adverso, todos os envolvidos em corrupção ou suspeita, não largam o osso, muito pelo contrário, se apegam ainda mais a eles. Basta ver o histórico recente de nossa política. Descobriu-se um rombo na Petrobrás, que em qualquer país decente, seria motivo para prisões e renúncias, mas por aqui tudo é tratado como fantasia, e  os envolvidos ao invés de punidos são aclamados através do voto popular.

 

"A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade é uma coisa muito nossa. " [Jô Soares]

 

O presidente da CBF, deveria pelo menos ter a hombridade de renunciar ao cargo que ocupa para que se apure até que ponto a entidade está envolvida nesse escândalo. Mas seguindo os exemplo dos políticos locais prefere dizer que não viu, ou não sabia. Por aqui, o ladrão é tão convivente no seu discurso que é bem provável que a vítima lhe peça desculpas.  Roubar e corromper se tornou algo tão comum que os envolvidos acham que a exceção agora é não corromper.

 

Por lá eu acredito que as coisas realmente vão ser investigadas e os responsáveis punidos, pois tem gente séria por trás dessas investigações. Por aqui as coisa como sempre acabam na mesa de uma pizzaria, como os envolvidos rindo da nossa cara, enquanto fazemos papel de idiotas. Se seguissem o exemplo dos envolvidos em outros países, certamente teríamos que escolher um outro presidente, tanto para a CBF, como para o país.

 

Sobre o Autor:
José Márcio
José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Circule no Google+.
Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

0 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;