Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Quando Dois e Dois São Cinco

quarta-feira, 10 de junho de 2015

 

 

 

Finalmente o Supremo Tribunal Federal “resolveu” a polêmica envolvendo as tais “biografias não autorizadas” de celebridades, cuja ação foi iniciada pelo cantor Roberto Carlos, que se posicionou contrário à liberação de tais biografias. No outro lado da lide, havia o interesse da imprensa e dos biógrafos, defensores destes tipos de biografia e que entendem que a não liberação configuraria uma censura prévia às mesmas.

 

stf

 

Sem adentrar no mérito, eu inicialmente escrevi a palavra “resolveu” entre aspas porque, na minha opinião, o STF “jogou para a torcida”, ou melhor, fez “uma média” descarada com a imprensa e os biógrafos.

 

Em nome do “fim da censura”, a mais alta Corte de Justiça Brasileira decidiu, de forma unânime (lembrou alguma frase de Nelson Rodrigues?), que qualquer um pode escrever e publicar um livro sobre a vida do outro, ainda que este não concorde, em detrimento das liberdades e garantias individuais asseguradas pela “Constituição Cidadã”. A vida pública não pode ser confundida com a vida privada, o que muitas vezes acontece nestes tipos de biografia.

 

Tal decisão do STF, a meu ver, só atende aos interesses de certos biógrafos oportunistas, que vivem às custas da vida dos outros. Por outro lado, é evidente que havia o temor por parte dos ministros da Suprema Corte em verem os seus rostos estampados nas capas das Vejas e Épocas da vida, ao lado de verbetes do tipo “censura”, “obscurantismo”, etc.. Ainda mais depois que assistiram aos ícones Chico Buarque de Holanda e Roberto Carlos serem massacrados pela imprensa, em razão das suas posições contrárias à liberação de biografias não autorizadas…

 

Claro que quem sou eu para discutir alguma decisão do STF. Mas o que me incomoda é que o “Guardião da Constituição”, já há algum tempo, deixou de sê-lo. Já não vimos mais aquele STF corajoso de outrora (ainda que polêmico), que enfrentava a opinião pública em nome dos princípios e direitos constitucionalmente garantidos. O Pretório Excelso de hoje, parece manietado pelos grandes grupos de comunicação do Brasil.

 

E eu que sempre achei que as tais “biografias não autorizadas” não passavam de jogadas de marketing para render milhões aos biógrafos e às editoras, pude perceber, pelas manifestações de Chico Buarque e de Roberto Carlos, que o buraco é bem mais embaixo quando se trata de ter as suas vidas íntima e familiar devassadas e expostas em livros para a posteridade que, não podem sequer ser chamados de biografias, por se limitar apenas aos boatos, fofocas e mentiras. Creio que deveria haver uma limitação ética para isso.

 

E o que é ético, não é censurável!

 

O jornalista Geneton Moraes Neto conseguiu deixar Voltaire enrubescido de vergonha com a sua crônica no G1 (site pertencente à Rede Globo de Televisão - ex-fiadora da Ditadura Militar) intitulada “Roberto Carlos Estava Certo - Como Dois e Dois São Cinco”, ao atacar pessoalmente Roberto Carlos e o seu advogado, por defenderem ideias contrárias à liberação das fatídicas biografias não autorizadas. Soa muito paradoxal um jornalista falar em defesa da liberdade de expressão, atacando a liberdade de expressão alheia…

Detalhe: o nobre jornalista Geneton também é um biógrafo...

 

Para finalizar, vale uma reflexão: Jesus, o Cristo, teve quatro biógrafos e ainda assim, acabou crucificado...

 

Sobre o Autor:
Harley Coqueiro

Harley Coqueiro - Advogado e Jornalista. Chargista e Cronista da Folha de Paraopeba. Fã de Beatles, de thrillers policiais e da boa comida mineira.

Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

0 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;