Leia também...

Leia também...
Homo Sapiens x Homo Cyber

Leia também...

Leia também...
O Humor nos Tempos do Cólera

Leia também...

Leia também...
Os 10 Mandamentos da Vida Virtual

Leia também...

Leia também...
Santos Reis

Mau-caratismo virtual, doença ou prazer?

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Vendo os acontecimentos recentes pela internet, no que se refere às ofensas que exaltam o que há de mais abominável no ser humano, como o racismo, a homofobia a intolerância religiosa e o preconceito de um modo geral. Acabei parando para refletir sobre o tema. Como isso tem acontecido com certa frequência, chego a pensar que o fato não é apenas retrato de uma mente doentia.

 

130610_imagem_anonimato
Acho que pessoas, talvez pensando estar protegidas pelo anonimato, se aproveitam de certas situações para criar polêmica e com isso gerar repercussão sobre determinado assunto ou perfil. Normalmente famosos.


Nesse caso estaríamos diante de um quadro muito mais assustador, que é o prazer em ser percursor de determinados espetáculos de humilhação. Fica parecendo que existe uma competição entre essas pessoas para ver que é mais ousado.

 

A prática tem se acentuado muito nos últimos tempos e a vítima mais recente foi a atriz Thaís Araújo que teve comentários racistas publicados em seu perfil no Facebook.

 

Parece inconcebível que uma determinada pessoa se disponha a criar um perfil em rede social apenas para ofender ou descarregar sua frustração em alguém. Mas o universo virtual acabou por criar personagens que sequer imaginaríamos que pudesse existir, esse seria mais um desses casos inacreditáveis.

 

Algumas pessoas são capazes de qualquer coisa para ganharem alguns segundos de fama virtual, pra isso não medem consequência. Alguns desses, inclusive, são capazes de coisas inimagináveis na busca por uma fagulha de notoriedade, nem que seja de forma totalmente negativa.

 

Mocinhos e vilões se espalham com relativa rapidez pelo universo virtual. A ousadia tem nos revelado o lado mais sórdido do ser humano. E a internet tem nos apresentado um lado sombrio e assustador. Precisamos repensar nos atos, a humanidade carece de mais amor e menos oportunismo.

 

O avanço tecnológico e as ferramentas que hoje dispomos devem ser utilizados com sabedoria. A comunicação instantânea proporcionada por uma rede social  não é uma obrigação, mas uma necessidade. Percebe-se que a busca frenética por fama está fazendo nascer uma geração de psicopatas cibernéticos.


Que os responsáveis sejam identificados e punidos exemplarmente.

 

Sobre o Autor:
José Márcio
José Márcio - Editor Chefe dos Invicioneiros, leitor voraz e aprendiz de escritor.Tem opinião e assume os riscos Saudosista dos anos 80. E palpiteiro inveterado. Me Circule no Google+.
Feed
Gostou desse Artigo? Então deixe um comentário, assine nosso Feed ou receba os artigos por email

0 comentários :

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Pode criticar a vontade, inclusive o blogueiro;
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;